terça-feira, 13 de setembro de 2011

Chata, chata, chata.
Gostas? Não gostas? Opá.
Sou um morango.
Let's give love a chance. (e os bilhetes acabam sempre por ser conselhos preciosos)
Mudei a atitude, mudei a forma de sentir e mudei o meu mundo, um bocadinho.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Saltei, gritei, cantei, fui feliz.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

deixei de me preocupar.

E neste dia as pessoas foram (desculpa a expressão) verdadeiras filhas da puta comigo. Fizeram com que me sentisse deslocada, diferente, como se fosse errado ser como sou. Chorei, berrei, isolei-me. Mas no fim, é como dizes: fucken' all, nunca deixarei que me arranquem o amor próprio.
E eu juro que até foi sem querer, mas errei como o caraças.
É capaz de ter sido a festa mais solitária de sempre, mas valeu a pena.

domingo, 4 de setembro de 2011